Domingo Cultural: "Peraltagens" de Manoel de Barros.

Estão participando do domingo cultural as amigas:


Ilustrações do livro com bordados das irmãs do autor.
Tenho um livro sobre águas e meninos.
Gostei mais de um menino
que carregava água na peneira.

A mãe disse que carregar água na peneira
era o mesmo que roubar um vento e sair
correndo com ele para mostrar aos irmãos.

A mãe disse que era o mesmo que
catar espinhos na água
O mesmo que criar peixes no bolso.

O menino era ligado em despropósitos.
Quis montar os alicerces de uma casa sobre orvalhos.
A mãe reparou que o menino
gostava mais do vazio
do que do cheio.
Falava que os vazios são maiores
e até infinitos.

Com o tempo aquele menino
que era cismado e esquisito

porque gostava de carregar água na peneira

Com o tempo descobriu que escrever seria
o mesmo que carregar água na peneira.
No escrever o menino viu
que era capaz de ser
noviça, monge ou mendigo
ao mesmo tempo.

O menino aprendeu a usar as palavras.
Viu que podia fazer peraltagens com as palavras.
E começou a fazer peraltagens.

Foi capaz de interromper o vôo de um pássaro
botando ponto final na frase.

Foi capaz de modificar a tarde botando uma chuva nela.

O menino fazia prodígios.
Até fez uma pedra dar flor!
A mãe reparava o menino com ternura.


A mãe falou:
Meu filho você vai ser poeta.
Você vai carregar água na peneira a vida toda.

Você vai encher os
vazios com as suas
peraltagens
e algumas pessoas
vão te amar por seus
despropósitos.
(Manoel de Barros)

O conto-poesia "O menino que carregava água na peneira" está no livro "Execícios de ser Criança" do escritor Manoel de Barros. 
O menino Manoel cresceu no Pantanal, onde "aprendeu a ver com olhos de pássaro" e hoje ainda menino, embora com 96 anos, conta suas memórias de maneira leve, encantadora, bela e instigante. Sua poesia é prazerosa para os pequenos e reflexiva para os adultos, que muitas vezes deixa de lado os detalhes da vida em prol de algo que julga maior e mais importante.

"Passava os dias ali, quieto, no meio das coisas miúdas.
E me encantei."
"Poesia é voar fora da asa"  (Manoel de Barros)


Quer ouvir algumas poesias do poeta Manoel de Barros?

10 comentários:

✿ chica on 4 de março de 2012 06:14 disse...

Linda presença aqui:Manoel Barros! Adorei!!! Adorei os bordados das irmãs também!! beijos,linda semana,chica

Ana Carla de Jesus on 4 de março de 2012 11:15 disse...

Adorei os bordados eu nunca tinha visto,ótima escolha!

Anne Lieri on 4 de março de 2012 13:17 disse...

Edilene,que lindo esse video de Manoel de Barros!Maravilhosas poesias!Bjs,

Mamãezinha on 4 de março de 2012 20:07 disse...

Lindas palavras de Manoel de Barros! Adoro vir aqui. Excelente semana, Edilene. Beijos!

selma on 5 de março de 2012 10:01 disse...

Amiga,Meu amiguinho Tigre(Beagle) está participando do concurso Esconde esconde no blog da Kika,preciso de seu votinho na fotinha dele é a do NÚMERO 47 e este é o link :
http://kikaeassuasideias.blogspot.com/
A reginha para votar: 1-Seguir o blog da kika 2-Deixar no comentário o seu votinho Se fugir as regrinhas o voto não é valido, Muito grata!Beijos de luz!

Professor Gilberto Cantu on 5 de março de 2012 20:24 disse...

Que alegria encontrar uma professora blogueira aqui no meu MS.
Já estou te seguindo.
Espero a sua visita em meu cantinho também.
Um grande abraço.

Cristina Sá literaturainfantilejuvenil on 5 de março de 2012 20:39 disse...

Oi! Edilene,
Adorei este post sobre Manoel de
Barros.
Aproveito a oportunidade para
lhe avisar que enviei um
e-mail para este endereço.
(edlenejv@yahoo.com.br)
Você recebeu?
um bj

Turquezza on 5 de março de 2012 23:26 disse...

Adorei o "carregar água na peneira"!
Já disse que tem MEME para você lá no meu Blog? Passa lá para pegar.
Saudades do João!
Beijos para vocês.

Turquezza on 5 de março de 2012 23:26 disse...

Adorei o "carregar água na peneira"!
Já disse que tem MEME para você lá no meu Blog? Passa lá para pegar.
Saudades do João!
Beijos para vocês.

Andy Santana on 6 de março de 2012 07:14 disse...

Obrigado pela visita,
estou te seguindo tb,
beijos e bom dia